Lições aprendidas

“Sacrifício temporário é igual a benefício futuro”

“Entenda as dificuldades das pessoas para melhor apoiá-las durante a mudança”

“Política de remuneração alinhada às mudanças que a empresa almeja”

“Mudar dói, mudar cansa”

“Compartilhar conhecimento diminui o nível de concorrência interna”

“Líder não é cargo, é atitude!”

“Competência política não é opcional”

“Se você não gosta de política certamente será dominado por alguém que gosta”

“Desapegar-se do imediatismo”

“Adapte o discurso para atingir o ponto certo do patrocínio”

“A solução, o sucesso, começa com saber perguntar e saber ouvir”

“Não há Planeta B!”

“Respeite seu tempo, ele é muito valioso”

“GMO como competência das pessoas, não necessariamente como área”

“Sustentabilidade como modelo de negócio, não como área”

“O RH precisa mudar de atitude. Estar ligado ao negócio e resultado da empresa”

“Para GMO apoio da gestão é fundamental, mas é preciso ajudar a empresa a formar massa crítica”

“Esqueça o budget, esqueça a ferramenta. Nas mudanças as pessoas são as peças mais importantes. Delas virá a resistência mas elas é quem farão a mudança. Identificá-las é a questão”

“Estratégia clara e definida. Pensar no próximo passo”

“Mudanças, ver e analisar o dia a dia, o impacto da mudança na vida das pessoas e da empresa”

“Usar a força do oponente a seu favor – e não combate-la”

“O profissional de RH, sem conhecimento e visão sistêmica e sem capacidade técnica em processos, projetos e sistemas, não favorece a mudança. O primeiro passo deve ser mudar a si mesmo: sua maneira de pensar e agir”

“Sair da zona de conforto”

“Quem faz somente o feijão com arroz hoje… morrerá desnutrido amanhã!”

“Reconhecer e pagar não é só com dinheiro”

“Por os sentimentos em primeiro lugar”

“todas as nossas decisões têm impacto no futuro”

“Respeito ao profissional, ouvir o outro”

“Metas erradas conduzem pessoas para os locais errados”

“Levantar informações sobre fatores humanos durante a mudança, hoje, já é possível com as ferramentas certas”

“Investir tempo para entender e aprender as regras do jogo, e então jogar com as regras do jogo”

“Trabalho integrado”

“# juntos e misturados”

“Não é o RH que cuida das pessoas. O RH provê ferramentas para cuidar das pessoas”

“Observar as posições e coligações políticas e usá-las a favor do projeto ou processo de mudança”

“Gerir o tempo é o segredo. Todos têm 24 horas por dia”

“Precisamos ter visão sistêmica de quantas mudanças estão ou estarão ocorrendo simultaneamente na empresa e se temos condições de atender”

“O RH precisa mudar sua atitude. Estar ligado ao negócio e resultado da empresa”

“É necessário aceitar a competência de mudança para fazer acontecer”

“Dar foco nos Favoráveis e não nos Contrários

“Simplificar é muito difícil!”

“O gestor precisa entender as relações entre as pessoas para o sucesso dos trabalhos”

“$ustentabilidade”

“Fazer a mudança necessária em você!”

“Homem é animal que não deu certo mas é com quem convivemos. Então a mudança precisa ser verdade na vida todo dia!”

“Estratégia para vencer a resistência e alcançar os objetivos”

“Lição: nunca negligenciar os aspectos políticos. Ter inteligência nessa área para observar e entender grupos aliados e conflitos”

“Uma nova ideia/projeto para gerir a mudança deve sempre ter um bom patrocinador”

“O Brasil tem muitas ideias mas executa mal!”

“Quem cria o problema tem a solução!”

“GMO é uma questão de mentalidade e não uma questão de responsabilidade!”

“Estratégia – Desdobramento em Projetos – Resultados atrelados às metas individuais das equipes e gestores”

“A mudança precisa ser declarada!”

“Precisamos de ruptura, desapegar para mudarmos para melhor senão vamos bater no muro com velocidade menor. NÃO QUEREMOS BATER!”

“Não mude a Cultura. Não adote como estratégia única, a utilize como aliada em uma estratégia de mudança”

“Desapegar-se do imediatismo”

Voltar para DOCUMENTOS

 
miniprogramaçao       minioficinas    minipalestrantes miniinscriçoes
WhatsApp

CHAT - Quer Saber Mais?